Conjuntivites Alérgicas

As conjuntivites alérgicas são mais comuns na infância e pré - adolescência, em pacientes já predispostos (história de alergia, asma, bronquite). As causas variam, podendo ser poeira, mofo, ácaros, pêlos de animais, poluição, etc.

Também apresentam intensidades variadas e, além do olho vermelho, apresentam prurido intenso, lacrimejamento e sensação de corpo estranho. A visão raramente é afetada e não são contagiosas.

Conjuntivite Alérgica
(medicamentosa) com congestão das pálpebras

O tratamento é feito com medicamentos anti - alérgicos e anti - histamínicos (tópicos e, às vezes, sistêmicos). Eventualmente nos casos mais graves pode ser necessária a utilização de colírios à base de corticóide. O tratamento com corticóide deve ser prescrito pelo médico monitorado pela possibilidade de efeitos colaterais sérios ( glaucoma e catarata ).
As medidas preventivas consistem em afastar os alergenos identificados ou potenciais, usando aspirador, evitando o aparecimento de mofo, mantendo animais fora de casa, etc.

#COMPARTILHE nossas publicações

Navegue por mais Problemas Oculares.