Técnica Cirúrgica de Catarata

Hoje, a moderna cirurgia da catarata utiliza micro-incisões (abertura) de cerca de apenas 3 milímetros. Devido à maneira como são realizadas, elas são auto-selantes, isto é, não necessitam de pontos.

Como são realizadas na córnea,que não tem vasos sanguíneos, não há sangramento. Esta incisão pequena e sem pontos proporciona maior segurança durante o ato cirúrgico e no pós-operatório, recuperação mais rápida e menor astigmatismo.
Após a abertura do olho utiliza-se substâncias gelatinosas especiais (substâncias viscoelásticas) dentro do olho (câmara anterior) para mantê-lo inflado e para proteger os tecidos delicados da córnea e da íris.
Em seguida o cirurgião faz uma abertura na cápsula (capsulorrexe) do cristalino com catarata. Esta cápsula tem a consistência de um celofane e envolve todo o cristalino. Através da abertura na cápsula, realiza-se, com canetas especiais, a dissolução de todo o conteúdo do cristalino, ao mesmo tempo que se aspira o material liquefeito. Todas estas manobras de abertura da cápsula, dissolução da catarata, aspiração e colocação da lente intra-ocular são realizadas na câmara anterior (espaço entre a córnea e pupila) que tem apenas 3 milímetros de profundidade!
Após a limpeza, é colocada uma lente intra-ocular, que é dobrada com pinça ou inserida com injetores especiais: assim uma lente de 6mm é implantada no olho através de uma incisão de 3mm. A lente intra-ocular é colocada dentro da cápsula do cristalino que é conservada e fica perfeitamente centrada pela elasticidade da suas alças.
Após tudo isso, retira-se a substância viscoelástica que é substituída por solução salina e a cirurgia está completa.

Facoemulsificação através de microincisão, com inserção de lente intra-ocular dobrável.

#COMPARTILHE nossas publicações

Navegue por mais Procedimentos.